Esperar na Esquina: a prostituição esquecida pelo Estado na pandemia

Uma vez que a prostituição em Portugal não é crime, qual terá sido a razão para que o Estado ignorasse estas pessoas e não tivesse criado apoios adequados durante a pandemia da covid-19? A procura de respostas é um labirinto, voltas e mais voltas. Ninguém quer tocar na prostituição.

Falta de alimentos, de trabalho e de casa. Irmãs Oblatas descrevem efeitos da pandemia nas prostitutas

Restrições impostas pelas autoridades perante o coronavírus têm tido forte efeito sobre o trabalho sexual. Congregação religiosa de Lisboa diz que que “todas as esferas de vida” das trabalhadoras do sexo “se encontram comprometidas”.

Suzana Freitas, camgirl: “Os clientes estão mais cautelosos com os gastos”

Relato na primeira pessoa de uma trabalhadora sexual que não atende em apartamentos nem anda na rua. A brasileira Suzana Freitas vive em Lisboa e conta como a pandemia influenciou o entretenimento para adultos através da internet.

Apoio a prostitutas na pandemia? Só Ana Gomes aceita, restantes candidatos em silêncio

Principais candidatos à Presidência da República não querem falar sobre um eventual subsídio a trabalhadores do sexo durante a pandemia. A excepção é Ana Gomes, que daria luz verde a apoios aprovados pela Assembleia da República.